Assista

Menu

Triunfo da Vontade (1935)

Triumph of the Will (1935) on IMDb 

"Triumph des Willens"

Direção: Leni Riefenstahl
Duração: 110 minutos
Gênero: Documentário l Guerra l História
Países de Origem: Alemanha

O Congresso nacional–socialista Alemão de 1934 é documentado de maneira impressionante pela cineasta Leni Riefenstahl. No início, um bimotor desce dos céus, Adolf Hiltler sai sorridente e é ovacionado pela multidão. Tudo é gigantesco: são paradas, desfiles monumentais e discursos para um público em total catarse. Um espetáculo cinematográfico hipnótico e terrificante que retrata com imagens fortes, toda a pompa (e a barbárie) do regime nazista.

Curiosidades

-Por este filme Riefenstahl recebeu uma medalha de ouro na Feira Mundial de Paris em 1937, também recebeu premiações nos Estados Unidos e Suécia. O filme está banido na Alemanha.

-É um dos filmes de propaganda política mais conhecidos na história do cinema, com grande reconhecimento das técnicas utilizadas por Riefenstahl, que depois passaram a influenciar filmes, documentários e comerciais.

-Pedaços desse filme foram usado como propaganda dos Aliados, editada por Charles A. Ridley do Ministério Britânico da Informação, que casou as imagens com a música "The Lambeth Walk". A legião de soldados que marcham, assim como Hitler fazendo a saudação nazista, foram editados para parecer um bando de bonecas dançando conforme a música. O chefe de propaganda nazista Josef Goebbels assistiu a uma cópia da "brincadeira" dos Aliados e se sentiu extremamente ofendido, deixando sua sala entre gritos e chutes em cadeiras.

-O próprio Hitler disse que o filme era "a incomparável glorificação do poder e da beleza do nosso movimento".

-Leni Riefenstahl dirigiu anteriormente um outro filme para a NSDAP entitulado Victory of the Faith, que tratava de um comício, mas todas as cópias conhecidas foram destruídas depois que Ernst Röhm, que aparece nesse filme, ficou sob suspeita de participar de um ato contra Hitler e foi executado. Todas as referências publicadas de Röhm foram destruídas por ordem de Hitler como uma tentativa de que ele fosse apagado da história.

-Leni Riefenstahl - Cineasta oficial do partido Nazista, ao qual nunca se filiou, Leni dispôs de grandes recursos para realizar este documentário e criar efeitos grandiosos. Ela dirigiu também Olimpíadas (Olympia), sobre os jogos Olímpicos de 36, em Berlim, cidade onde nasceu. 
Uma artista completa, Leni era bailarina, atriz e sabia dirigir, editar, produzir e escrever. 
Trabalhou com foto-jornalismo durante a Segunda Guerra Mundial e foi presa pelos aliados e acusada de fazer propaganda nazista. Desde 52, quando foi inocentada, tem colocado novamente seu grande talento e criatividade a serviço do jornalismo.

comentário(s) pelo facebook:

Nenhum comentário:

Postar um comentário